Anfíbios e Répteis

A coleção de Anfíbios e Répteis do MUHNAC apresenta-se como a maior coleção herpetológica nacional. Iniciada na década de 1980, a coleção é especialmente rica em espécies portuguesas, possuindo também espécimes de outras regiões do globo, em particular de África.

A coleção de anfíbios e répteis é constituída por 806 lotes de anfíbios (cerca de 1.400 espécimes) e 980 lotes de répteis (com aproximadamente 1.700 espécimes). É uma referência incontornável para o estudo da herpetofauna portuguesa e ibérica. A coleção é constituída principalmente por espécimes colhidos no território português, incluindo exemplares de todas as espécies de anfíbios nativos e exóticos (em alguns casos, com posturas e formas larvares), assim como exemplares da maioria das espécies de répteis. A coleção cobre o continente e ilhas. Existem também exemplares de países da Europa, América do Norte, América do Sul e África, em especial Guiné-Bissau e São Tomé e Príncipe, sendo que este último tem recentemente crescido em exemplares devido a projetos em curso.

A coleção inclui paratipos e séries-tipo de várias espécies de anfíbios e répteis da Península Ibérica e do Norte de África, descritas após 1980. Atualmente a coleção encontra-se praticamente toda digitalizada e georreferenciada.

A equipa é constituída por Rui Rebelo (Curador) e Luís Ceríaco (Curador Assistente).

Tipo de coleção: 
Coleção de História Natural