Peixes

Com cerca de 9.000 lotes compreendendo mais de 75.000 espécimes, a coleção de Peixes do MUHNAC constitui uma referência para o estudo da biodiversidade nacional.

A coleção de Peixes inclui uma excelente representação da ictiofauna dulciaquícola nacional, a nível taxonómico, geográfico e temporal. Compreende todas as espécies nativas e exóticas referenciadas para Portugal, o que lhe confere particular relevância científica pois esta ictiofauna é muito rica em endemismos. Muitas das espécies nativas  de peixes de água doce (cerca de 69%) têm atualmente um estatuto de ameaça elevado, sendo que muitas das populações que se encontram documentadas na coleção sofreram grandes decréscimos populacionais na natureza ou já se encontram extintas.

A coleção inclui também uma importante representação da biodiversidade marinha da costa continental portuguesa, possuindo os exemplares-referência capturados em território nacional no âmbito da iniciativa internacional Fish Barcode of Life (FISH-BOL, http://barcoding.si.edu/AllFish.htm).

Merecem ainda destaque as coleções de ictiofauna colhidas nas missões promovidas pelo estado português nas décadas de 1940 a 60, nos antigos territórios portugueses em África. Mais de 9.500 exemplares documentam a diversidade da ictiofauna de Angola, Moçambique, Guiné-Bissau, Cabo Verde e S. Tomé e Príncipe.

Possui material tipo primário de 10 espécies.

Judite Alves é a curadora e conta com a colaboração de vários especialistas para diferentes grupos, nomeadamente Armando Almeida para os peixes marinhos, Luís da Costa para os peixes dulciaquícolas africanos e Ana Veríssimo para os elasmobrânquios.

Curador: 
Tipo de coleção: 
Coleção de História Natural