Modelo de asna em madeira

No mês em que celebramos o Dia Mundial do Turismo, colocamos em exibição um dos principais alicerces da edificação portuguesa.

Recolhido pelo Arquiteto Homero Gonçalves no entulho resultante das obras de remodelação de um edifício brasonado do século XVIII, onde se encontrava anteriormente instalada a Escola Secundária D. Maria I, este modelo triangular terá sido feito por alunos do terceiro ano daquela escola servindo para o estudo da construção dos telhados portugueses.

A edificação tradicional portuguesa quase sempre contou com asnas de madeira como alicerce principal das suas coberturas, podendo chegar a ter cerca de 27 metros de vão. De várias tipologias, a mais simples é composta por uma linha, duas pernas e um pendural, oferecendo no seu conjunto, as condições de segurança estrutural necessárias à cobertura.

Estas coberturas têm merecido a atenção dos engenheiros aquando da requalificação dos edifícios dada a importância em manter esta estruturas já consideradas uma marca identitária do país.

Numa altura em que se celebra o Ano Internacional do Turismo Sustentável para o Desenvolvimento, a valorização do património Urbano reveste-se de particular importância uma vez que é o testemunho material de um legado de histórias, épocas e ocupações que marcam e definem a identidade cultural dos povos.

Escondidas neste património, encontram-se também as geometrias e as simetrias que traçam esta assinatura cultural e urbana na arquitetura dos edifícios, praças, passeios, varandas e fachadas, conferindo-lhes uma beleza única e turisticamente atrativa.
 

English version