Abelhas silvestres

Objeto do mês de setembro 2021

Systropha planidens, Algarve, Portugal. Coleção de Insetos.

Coleção: 

O lema “Salvar as abelhas” tem vindo formar parte do léxico popular para fomentar a proteção destes carismáticos insetos, importantes polinizadores nos nossos ecossistemas agrícolas e naturais.

A abelha-do-mel europeia, Apis mellifera, é, sem dúvida, a espécie mais conhecida e para muitas pessoas a única. No entanto existem mais de 25,000 espécies de abelhas registadas no mundo, isto é, um número similar a todas as espécies conhecidas de répteis, mamíferos e aves no seu conjunto! A diferença da abelha-do-mel, que vive organizada em colónias compostas por dezenas de milhares de indivíduos, a maioria das espécies de abelhas são solitárias. A vida em colónia e o cultivo ativo garante a prevalência da abelha-domel, mas a sobrevivência das espécies de abelhas silvestres requer medidas prementes de conservação como a redução da utilização de pesticidas, a preservação da diversidade estrutural das paisagens agrícolas e o estabelecimento de zonas protegidas.

Existem por volta de 750 espécies de abelhas silvestres registadas para Portugal, mas ainda se sabe pouco sobre a sua biologia. Em 2020, o MUHNAC recebeu uma importante coleção de abelhas representativa da diversidade das espécies silvestres no nosso território. Esta “Coleção Baldock” é o resultado de anos de investigação de campo por cientistas portugueses e estrangeiros, tornando-se uma ferramenta importantíssima de referência para estimular o conhecimento e conservação destes animais, visando os objetivos europeus no contexto da Estratégia para a Biodiversidade da União Europeia 2030.

 

ENGLISH VERSION