Conversas a propósito de...

 

VARIAÇÕES NATURAIS 

Na última quinta do mês às 17h00, conversamos sobre os diferentes ecossistemas destacados na exposição "Variações Naturais", com 2 a 3 convidados que nos permitirão explorar os seus diversos valores naturais e ambientais, assim como os serviços prestados. 
As conversas poderão decorrer online ou no formato presencial conforme o Plano de Contingência para a COVID-19. 

 

MONTANHAS 
E se a neve desaparecer?

Os ecossistemas de montanha são únicos e altamente valorizados, particularmente pela sua diversidade biológica e cultural. Estão também entre os sistemas mais sensíveis e vulneráveis à mudança climática e estão sob crescentes pressões ambientais, sociais e económicas. A programação da Exposição "Variações Naturais" lança uma discussão sobre as ameaças que as montanhas em Portugal enfretam e traça caminhos para a sua sustentabilidade. 

Data: 29 de abril, 17h00
Local: YouTube do MUHNAC

Mais informações aqui.

 

IMPRESSÕES DO PASSADO 
As histórias que os calcários nos contam

Os ecossistemas calcários são extremamente complexos, e devido a um número de características geológicas e hidrológicas, podem ser incluídos entre os ambientes mais frágeis e vulneráveis do mundo. Estas zonas cobrem 10 a 20% da superfície terrestre e providenciam 40 a 50% da água potável. Estes são sistemas muito sensíveis à poluição. 

Data: 27 de maio, 17h00

Mais informações aqui.

 

MONTADO 
O montado não existe sem nós

O montado surge por desbravamento do bosque mediterrânico há cerca de 9000 anos. Foi criado para produzir alimento em zonas semiáridas, estando adaptado a pouca água e a solos pobres, que ajuda a preservar. Este ecossistema oferece resiliência às alterações climáticas e à perda de biodiversidade. Por isso, encontra-se protegido.
O montado só existe no Mediterrâneo e, para existir, requer intervenção humana: são o pastoreio e as atividades agrícolas que o mantêm. O sobreiro dá a cortiça e é o personagem principal do montado português. A azinheira predomina no interior mais seco. Este ecossistema combina árvores com a produção de carne, como o porco preto, que se alimenta de bolotas e de ramos de azinheiras quando a erva escasseia. Ervas, arbustos e árvores são habitats de outras espécies: líquenes, insetos, aves e mamíferos, incluindo o lince-ibérico. A biodiversidade é enorme. 

Data: 24 de junho, 17h00

Mais informações aqui

 

DE SALOBRO A SALGADO
A importância dos ecossistemas estuarino e marinho

Data: 30 de setembro | 17h00
Mais informações aqui

 

JARDINS BOTÂNICOS DA UNIVERSIDADE DE LISBOA 

Conversas que dão a conhecer a importância dos Jardins Botânicos da Universidade de Lisboa do ponto de vista histórico, científico e do serviço à sociedade. 
As conversas poderão decorrer online ou no formato presencial conforme o Plano de Contingência para a COVID-19. 

 

JARDIM BOTÂNICO DE LISBOA
Data: 19 de maio | 18h00
Local: YouTube do MUHNAC 

Mais informações aqui

 

JARDIM BOTÂNICO TROPICAL

Data: 16 de junho | 17h00 
Local: YouTube MUHNAC 

Mais informações aqui

 

JARDIM BOTÂNICO DA AJUDA

Data: 21 de julho | 17h00
Local: YouTube do MUHNAC

Mais informações aqui