Temperamento

Tributo artístico a Amadeo de Souza-Cardoso, 100 anos depois
 
Quando: 
18 de Dezembro de 2018 a 18 de Fevereiro de 2019
Onde: 

Antigo Picadeiro do Colégio dos Nobres | Museu Nacional de História Natural e da Ciência

« (...) Ana que está de corpo e alma no século XXI com tudo o que a tecnologia tem de melhor para oferecer, tem a audácia, a inteligência e o temperamento de voltar ao passado, aos mestres, aos grandes artistas, à grande pintura. E é isto que torna absolutamente necessário o trabalho da Ana para nós, amantes da Beleza, das referências, daquilo que em nós fica e para sempre ficou. Rever o Amadeo, o próprio Amadeo, o seu olhar, o porte, perceber tudo ou quase tudo o que foi este homem através da cor sóbria e exuberante, dos traços fortes e suaves, das pinceladas grossas e elegantes da Ana é mais do que uma homenagem merecida e muito mais do que uma excelente exposição, e também é tudo isto. Mas como reflecte Vasari no prefácio da Vita: «A avidez do tempo (…) cancela e apaga o nome de tantos artistas que não foram imortalizados pelas penas dos escritores. (…) o seu esquecimento é como uma segunda morte.»
 
Com a Ana que pertençe «à raça daqueles que percorrem o labirinto, sem jamais perderem o fio de linho da palavra» não daremos nunca uma segunda morte a Amadeo».
 
Margarida Cunha Belém, 2018
 
Exposição de Arte e Ciência