Atlas dos Anfíbios e Répteis de Angola apresentado em Luanda

Colaboradores do MUHNAC apresentam segundo Atlas dos anfíbios e répteis de Angola

 

Mariana Marques, Luis Ceríaco e Sango de Sá, Chefe do Departamento para a Biodiversidade, Instituto Nacional da Biodiversidade e Áreas de Conservação, Ministério do Ambiente

“Diversity and Distribution of the Amphibians and Terrestrial Reptiles of Angola” é o nome do mais recente Atlas de anfíbios e répteis de Angola que tem como co-autores Mariana Marques e Luís Ceríaco, colaboradora e curador das coleções de anfíbios e répteis do MUHNAC-ULisboa, respetivamente.
 
Esta nova publicação lista agora 117 espécies de anfíbios e 278 de répteis, uma quantidade bastante superior àquela conhecida no final do século XIX quando, em 1895, foi publicado o primeiro Atlas dos Anfíbios e Répteis de Angola, intitulado Herpétologie d’Angola et du Congo, da autoria de José Vicente Barbosa du Bocage, Diretor da seção zoológica do Museu Nacional de Lisboa.
 
Este trabalho foi levado a cabo pelos dois investigadores portugueses, juntamente com David Blackburn, do Museu de História Natural da Universidade da Florida e Aaron Bauer, da Universidade de Villanova, nos EUA, em colaboração com o Instituto Nacional da Biodiversidade e Áreas de Conservação do Ministério do Ambiente de Angola (INBAC).
 
Conheça aqui o projeto de investigação que deu origem a esta nova publicação.
 
A obra publicada na revista científica Proceedings of the California Academy of Sciences, está disponível em versão digital.