NOVA ESPÉCIE DE SERPENTE IDENTIFICADA EM SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE

Equipa liderada pelo curador-convidado das coleções de anfíbios e répteis do MUHNAC, Luís Ceríaco

Nova espécie - Boaedon mendesi

Uma equipa liderada pelo curador-convidado das coleções de anfíbios e répteis do Museu Nacional de História Natural e da Ciência (MUHNAC), Luís Ceríaco, descreveu uma nova espécie de serpente das Ilhas de São Tomé e Príncipe.

A nova espécie da Ilha do Príncipe é uma serpente pertencente ao género Boaedon, comumente apelidadas de Serpentes-das-Casas. No entanto, no entanto, nas ilhas de São Tomé e Príncipe é chamada de "Jita" ou "Cobra Jita".

O nome científico - Boaedon mendesi - foi atribuído como homenagem ao Professor Luís Mendes, entomólogo, e um dos grandes especialistas mundiais em insetos e borboletas africanas, com uma fantástica carreira dedicada ao estudo da biodiversidade das ilhas de São Tomé e Príncipe.

Esta serpente foi descrita com colaboração de investigadores portugueses e norte americano. O trabalho teve coautoria de mais dois colaboradores do MUHNAC – Mariana Marques - curadora assistente da coleção de anfíbios e répteis - e Diogo Parrinha - bolseiro PROBIOTA. 

O estudo encontra-se publicado no African Journal of Herpetology.