Vacinas contra a COVID-19: ir na torrente ou na contracorrente?

Abr
07
Abr/07 17:00 - Abr/07 18:00
YouTube MUHNAC

60 Minutos de Ciência, com Miguel Castanho | Faculdade de Medicina da ULisboa

Quando: 
Quarta, 7 Abril, 2021 - 17:00 a 18:00
Onde: 
YouTube MUHNAC

A combinação de uma investigação científica à escala global e massificada, com o advento da Sociedade da Informação, e com a instalação da pandemia de COVID-19 de pedra e cal, criou uma exposição sem precedentes para o exercício da investigação científica. Os holofotes viraram-se para a Ciência, os laboratórios ganharam paredes de vidro e a Ciência foi descoberta como ela é na sua génese: dinâmica, intuitiva, alimentada pelo contraditório, criativa e opinativa. O público, atónito, vai destruindo a imagem de recato, serenidade, linearidade, serenidade e determinismo que sempre teve da investigação científica. O debate sobre vacinas e vacinação tornou-se o palco da mudança e a expressão mais notória de uma Ciência desnudada.

Nota biográfica:
Group leader da Unidade de Bioquímica Física de Fármacos do Instituto de Medicina Molecular João Lobo Antunes, Miguel Castanho é também professor catedrático e diretor do Departamento de Bioquímica da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa (UL) desde 2007. Licenciado em Bioquímica pela Faculdade de Ciências da UL em 1990, concluiu o doutoramento em Biofísica Molecular no Departamento de Engenharia Química do Instituto Superior Técnico (IST).

Entre 2016 e 2017, Miguel Castanho foi vice-presidente da Fundação para a Ciência e a Tecnologia. De 2013 a 2016, dirigiu os programas de doutoramento M2B-PhD – Medical Biochemistry and Biophysics, que conjugam a UL, o IST, a Universidade de Coimbra e a Universidade do Porto. Entre 2011 e 2016, foi vice-diretor da Faculdade de Medicina da UL e, entre 2009 e 2012, presidiu à Sociedade Portuguesa de Bioquímica.

Entre outras distinções, Miguel Castanho recebeu o prémio Leonidas Zervas, atribuído pela European Peptide Society.

Assista em direto no YouTube do MUHNAC