Na intimidade dos números: tecnologias emergentes entre Londres e Lisboa

Intimacy of numbers: emerging technologies between London and Lisbon

Quando: 
22 de Setembro de 2021 a 24 de Novembro de 2021
Onde: 

Amphiteatro do Laboratorio Chimico | Museu Nacional de História Natural e da Ciência 

Um instrumento de cálculo surpreendeu os Lisboetas na década de 1630 e ainda hoje nos surpreende! Como é possível com um simples deslizar de dedos e braços (de compasso) resolver cálculos avançados?

Este feito é possível através dos chamados ‘círculos de proporção’, um instrumento inventado pelo matemático William Oughtred por volta de 1630 em Londres. Estes ‘círculos de proporção’ permitem efetuar cálculos com grandes números, multiplicar, extrair raízes, elevar números a qualquer potência e muito mais. Mas como chegou a Lisboa?

Esta mostra oferece um vislumbre sobre a mesa de trabalho do jovem matemático Inácio Stafford, falecido prematuramente em 1642. Stafford era professor de Matemática no mais importante centro científico em Portugal daquela época, a Aula da Esfera do Colégio de Santo Antão.

Os ‘círculos de proporção’ estão acompanhados da cópia única do tratado que Stafford escreveu e onde apresenta os princípios teóricos e as múltiplas aplicações em geometria, astronomia e navegação deste instrumento. Através das suas explicações, Stafford divulgava em Lisboa o conhecimento e a aplicação dos logaritmos inventados poucos anos antes.

Os ‘círculos de proporção’, o tratado de Stafford e um circuito de um computador quântico a ser desenvolvido em Oxford são exemplos dos estreitos laços entre os matemáticos e investigadores de centros Britânicos e Portugueses. São evidência das fortes ligações científicas que já existem entre estes dois países há quatro séculos. Esta mostra celebra e dá continuidade a esta relação de longa data.
 

A calculating device amazed people in Lisbon of the 1630s and still surprises us today! How does a simple ballet of fingers and legs (of a compass) allow performing advanced computations?

This feat is achieved by the ‘circles of proportion’, an instrument invented by the mathematician William Oughtred in London around 1630. The ‘circles of proportion’ allow computing with large numbers, multiplying, extracting roots, raise numbers to any power, among other functions. But how did it arrive in Lisbon?

This cameo-exhibition offers a glimpse onto the study desk of the young mathematician Ignatius Stafford, who prematurely died in 1642. Stafford was mathematics professor of the most important scientific centre of Portugal at that time, at the Aula da Esfera of the college of Santo Antão. 

The ‘circles of proportion’ are shown alongside the only copy of a treatise Stafford wrote presenting the theoretical principles and multiple applications of this instrument in geometry, astronomy and navigation. By explaining the instrument, Stafford disseminated in Lisbon the knowledge and application of the logarithms invented just a few years earlier.

The ‘circles of proportion’, Stafford’s treatise and a circuit of a quantum computer under development in Oxford are examples of the close links between mathematicians and researchers in British and Portuguese centres. They are evidence of the strong scientific links that have existed between the two countries for four centuries. This exhibition celebrates and continues this long-standing relationship.

Nesta mostra, podemos observar os seguintes instrumentos de cálculo desenvolvidos ao longo do tempo:

In this exhibit, we can observe the following calculation tools developed over time:
 

Círculos de proporção | Circles of proportion

 

“Arithmetica practica geometrica logarithmica” / Inácio Stafford S.J.


 

Régua de cálculo de bolso | Pocket slide rule

 

Máquina de calcular | Pocket computer

Estados Unidos, década 1980 | United States, 1980s
MUHNAC-UL000583

 

 

COM O APOIO | WITH THE SUPPORT OF
                                       

 

 

 

Exposição temporária