Lonnie Bunch com Marta Lourenço, diretora do MUHNAC

MUHNAC recebe o Secretário do Instituto Smithsonian

Artigo principal
Lonnie Bunch III, passou recentemente o dia na Universidade de Lisboa, para o debate Acertando Contas com o Racismo: A memória social do comércio de escravos, que decorreu no Museu no dia 9 de janeiro.

Marta Lourenço, Diretora do Museu Nacional de História Natural e da Ciência da Universidade de Lisboa, explicou-nos a importância da sua passagem por Portugal:
“Lonnie Bunch é hoje uma das figuras mais importantes e inspiradoras dos museus a nível mundial. Tem liderado, pelas suas ideias e também pelos projetos concretos que realizou, as enormes transformações dos museus na última década. Foi uma das vozes mais interessantes e veementes da Assembleia Geral do ICOM em Kyoto, 2019, no sentido de uma maior transparência e abertura dos museus à sociedade e às minorias.

Em Portugal, a presença de Bunch encoraja-nos a debater e dar visibilidade às marcas materiais de um passado difícil, em Lisboa e noutros pontos do país: o colonialismo, a escravatura e o racismo.

O MUHNAC-ULisboa, sendo depositário, em nome da Universidade de Lisboa e do público, das coleções científicas coloniais portuguesas – cerca de 2 milhões de objetos, espécimes, manuscritos e fotografias resultantes de mais de 100 anos de expedições portuguesas em África e na Asia – não podia ficar de fora. Queremos participar ativamente nestas conversas e recuperar e divulgar as histórias que contam estes objetos, em colaboração com a comunidade afrodescendente em Portugal, com a academia e com o setor dos museus, particularmente os museus africanos, com os quais já colaboramos há muitos anos”.

 

Assista aqui ao debate Acertando Contas com o Racismo: A memória social do comércio de escravos